Impacto da Gravidade sobre o corpo humano

É sabido que o que nos mantém em posição ortostática (posição sobre os dois pés) é a força da gravidade. O homem no espaço flutua, em função da falta da força da gravidade

Para que possamos usar essa força a nosso favor, isto é, sem gasto maior de energia a nossa postura corporal adequada é fundamental. Ela precisa de ser de forma em que o peso da parte anterior e parte posterior do corpo sejam equivalentes. O que chamamos alinhamento corporal.

Considerando um adulto, no qual a cabeça pese por volta de 5Kg. Se o mesmo estiver alinhado, a força que a sua musculatura da cadeia posterior precisa fazer para suportar esse peso, será correspondente aos mesmos 5Kg.

Impacto da gravidade

Já se o mesmo indivíduo, por exemplo, mantiver em 3cm a anteriorização da cabeça, a força que a musculatura posterior terá que fazer, para que o mesmo não caia para a frente, será de 15Kg. Conforme nos mostra a ilustração acima.

Hoje em dia, é comum verificarmos a grande maioria das pessoas portarem o celular/smartphone, enquanto leem e caminham simultaneamente ou até mesmo enquanto paradas, de forma pouco eficaz, gerando compensações musculares.

A ilustração abaixo, dá-nos uma imagem real do que ocorre frequentemente, nomeando o quanto de esforço é necessário, a ser dispendido por toda a cadeia muscular posterior. Quando a cabeça do indivíduo se encontra flexionada para a frente, em diferentes ângulos, gerando dor, incomodo e cansaço.

Queixa comum em crianças, adolescentes e adultos, a cervicalgia (dor cervical), lombalgia (dor lombar) e dorsalgia (dor torácica) é motivo de consultas ambulatoriais, emergenciais que na grande maioria das vezes está relacionada a posturas inadequadas nas atividades da vida diária e não necessariamente a alguma doença orgânica.

Nestes casos, a indicação é sem dúvida alguma, uma terapia de correção postural, através da manipulação tecidual e reeducação do movimento.

Leia sobre: Rolfing® – Integração Estrutural

Deixe seu comentário